Casa Real Portuguesa

Casa Real Portuguesa
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 A latosa do Socrates e o 13º mês

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin


Mensagens : 273
Data de inscrição : 24/05/2010

MensagemAssunto: A latosa do Socrates e o 13º mês   Qui Mar 17, 2011 7:33 am

A CULTURA DO MEDO
E pelo medo se mantém um povo bovino preso na canga e conduzido mansamente para o matadouro.

Ouvi esta tarde o pinóquio a dizer que se não aprovarem o pec4 se demitirá e ficaremos à mercê do FMI. Diz o pinóquio que isso levará à perca do direito ao 13ºmês.


TRATA-SE TÃO SÓ DE, MAIS UMA VEZ NOS TENTAR DOMINAR ONDE MAIS NOS DOI: O MEDO DE PERDER DIREITOS.

Mas Sócrates está equivocado e parece esquecer uma triste realidade: JÁ POUCOS SÃO OS PORTUGUSES QUE AINDA USUFRUEM DO 13º MÊS.

O MENTIROSO NÃO VIU NEM OUVIU FALAR DA MANIFESTAÇÃO NACIONAL DE 12 DE MARÇO?

Desempregados, trabalhadores a recibo, pagamentos paralelos a contratos baixos, precariedade laboral, porque caralho havemos de nos preocupar com o 13º mês? Fosse esse o nosso maior problema!

Mas deixem-me que vos mostre ao ponto que vai a velhacaria destes ditadortizotos que nos governam, através de um texto que circula há algum tempo na net:


Os Ingleses recebem os ordenados semana e claro, administrativamente ñ deixa de ser uma seca!
Mas ... há sempre uma razão para as coisas - e os "beefs" NÃO FAZEM NADA POR ACASO !!! Ora bem, cá está um exemplo aritmético simples que não exige altos conhecimentos de Matemática mas talvez necessite de conhecimentos médios de desmontagem de retórica enganosa. Que é esta que constroi mitos paternalistas e abençoados que a malta mais pobre, estupidamente atenta e obrigada, come sem pensar!
Uma forma de desmascarar os brilhantes neo-liberais e os seus técnicos (lacaios) que recebem pensões de ouro para nos enganarem com as suas brilhantes teorias...
Fala-se que o governo pode vir a não pagar aos funcionários públicos o 13º mês.

Se o fizerem, é uma roubalheira sobre outra roubalheira.

Perguntarão porquê.

Respondo: Porque o 13º mês não existe.

O 13º mês é uma das mais escandalosas de todas as mentiras do sistema capitalista,
e é justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam.

Eis aqui uma modesta demonstração aritmética de como foi fácil enganar os trabalhadores.

Suponhamos que você ganha € 700,00 por mês. Multiplicando-se esse salário por 12 meses,
você recebe um total de € 8.400,00 por um ano de doze meses.

€ 700*12 = € 8.400,00

Em Dezembro, o generoso patrão cristão manda então pagar-lhe o conhecido 13º mês.

€ 8.400,00 + 13º mês = € 9.100,00

€ 8.400,00 (Salário anual) + € 700,00 (13º mês) = € 9.100 (Salário anual mais o 13º mês)

O trabalhador vai para casa todo feliz com o patrão.

Agora veja bem o que acontece quando o trabalhador se predispõe a fazer umas simples contas
que aprendeu no 1º Ciclo:

Se o trabalhador recebe € 700,00 mês e o mês tem quatro semanas, significa que ganha por semana € 175,00.

€ 700,00 (Salário mensal) / 4 (semanas do mês) = € 175,00 (Salário semanal)

O ano tem 52 semanas. Se multiplicarmos € 175,00 (Salário semanal) por 52 (número de semanas anuais) o resultado será € 9.100,00.

€ 700,00 (Salário semanal) * 52 (número de semanas anuais) = € 9.100.00

O resultado acima é o mesmo valor do Salário anual mais o 13º mês

Surpresa, surpresa? Onde está portanto o 13º Mês?

A explicação é simples, embora os nossos conhecidos líderes nunca se tenham dado conta desse facto simples.

A resposta é que o patrão retém uma parte do salário durante todo o ano, pela simples razão de que o salário é o mesmo tenha o mês 28, 30 ou 31 dias. Ou seja, apenas Fevereiro que tem 28 dias, tem exactamente 4 semanas, todos os restantes têm mais 2 ou 3 dias de trabalho real e efectivo. Em média resulta que cada mês tem 4.334 semanas de trabalho, significa que ao serem pagos mensalmente, os trabalhadores ofereçam em média 0.334 semanas de trabalho por mês ao patrão. 0.334x12meses é igual a 4 semanas por ano que um trabalhador por conta de outrem trabalha sem remuneração. Ou seja, no final do ano faltam pagar precisamente 4 semanas de trabalho.

Assim final do ano o generoso patrão presenteia o trabalhador com um 13º mês, cujo dinheiro saiu do próprio bolso do trabalhador.

Daí que, como palavra final para os trabalhadores atentos e informados não existe nenhum 13º mês.
O patrão apenas devolve o que sorrateiramente lhe surripiou do salário mensal ao longo de todo ano.

Conclusão: Os Trabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional, chamem-lhe 13º mês, chamem-lhe acerto de vencimento, chamem-lhe o que quiserem, mas se o governo retirar esse acerto de vencimento, eu chamar-lhe-ei ROUBO.

( fonte facebook- 1 milhão na avenida da liberdade)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com
 
A latosa do Socrates e o 13º mês
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Casa Real Portuguesa :: Os inimigos da liberdade-
Ir para: