Casa Real Portuguesa

Casa Real Portuguesa
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 D. Rosário e a questão do hidrogénio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin


Mensagens : 273
Data de inscrição : 24/05/2010

MensagemAssunto: D. Rosário e a questão do hidrogénio   Qua Jun 09, 2010 4:17 pm

Como todos sabemos os chamados combustiveis fosseis ou hidro carbonetos, são uma mistura natural de derivados de carbono + hidrogénio, os mais comuns são o petroleo, o carvão e os bio diseis.

Quando um motor a gasolina, gasoleo etc, está em funcionamento, o hidrogénio liberta energia e o carbono sai para a atmosfera poluindo-a.

Ao longo de dezenas de anos, centenas para não dizer milhares de inventores tem desenvolvido tecnologia capaz de fazer os carros "andar a água" Obviamente os carros não andam a água, mas a hidrógénio e oxigénio resultantes do processo de electrolise da água.







Com 1 litro de água que pode ser inclusivé água do mar dá para um carro andar cerca de 1 hora, o carro aumenta inclusivé a potencia e além de deixar de poluir preserva a vida do motor por não se formar carvão.


Também em Portugal há noticias de ao longo dos anos, vários inventores de garagem terem desenvolvido estes sistemas para os carros andarem a água.

As autenticas mafias do lobbies do petroleo, abafam estas invenções. Através da intimidação e de avultadas somas de dinheiro com que obtém o silencio dos inventores.

Ora em 2006 tivemos noticia de um conjunto de inventores portugueses estavam a trabalhar nesta tecnologia do hidrogénio, mas em grandes dificuldades pessoais e financeiras.

Desde logo SAR. D. Rosário iniciou a dar uma ajuda mensal para que os projectos não se perdessem e assim o fez desde que teve conhecimento, até ao momento em que os apoiantes do Sr. Duarte Pio via MNE desencadearam o ataque sem precedentes à Casa Real Portuguesa e a D. Rosário. http://www.reifazdeconta.com/fich/crimes_mne.pdf que o impossibilitaram de continuar a dar essa ajuda desinterassada, sem nunca ter conhecido pessoalmente os cientistas, nem nada lhe ter exigido em troca.

Um desses projectos pode ser visto em http://www.hidrogenpower.com

O governo chegou a ser contactado, mas simplesmente ignorou!

Tirem daqui as vossas conclusões......

Com um pouco mais de trabalho o génio inventivo dos portugueses e uma monarquia com D. Rosário poderemos alcançar libertarmo-nos da servidão do petroleo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com
Rosa Faria



Mensagens : 44
Data de inscrição : 11/06/2010

MensagemAssunto: re   Qua Jul 14, 2010 9:54 pm




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Admin
Admin


Mensagens : 273
Data de inscrição : 24/05/2010

MensagemAssunto: re   Sex Ago 06, 2010 6:34 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com
Admin
Admin


Mensagens : 273
Data de inscrição : 24/05/2010

MensagemAssunto: re   Qui Mar 17, 2011 9:24 pm

Como é sabido D. Rosário apoiou uma investigação para o desenvolvimento da tecnologia do hidrogénio até ao momento que foi atacado pelos algozes do Sr. Duarte Pio, funcionários do MNE http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com/t55-d-rosario-e-a-questao-do-hidrogenio

Hoje vimos esta carro japones no youtube, podia ter sido trabalho nosso e mérit português mas os amigos do Sr. Duarte Pio não deixaram.



Esperemos tão breve seja possivel retomar estes e outros trabalhos a bem de Portugal e do povo português!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com
Admin
Admin


Mensagens : 273
Data de inscrição : 24/05/2010

MensagemAssunto: Governos vendidos aos interesses das petroliferas   Qua Mar 23, 2011 7:55 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com
Admin
Admin


Mensagens : 273
Data de inscrição : 24/05/2010

MensagemAssunto: Espanhóis avançam oficialmente com o Hidrogénio   Seg Mar 26, 2012 4:48 pm

A Universidade Católica de Ávila avança com o hidrogénio

http://www.estudiosabiertos.es/formacion-energias-renovables/curso-online-hidrogeno-y-pilas-de-combustible?piloto=S13&gclid=CLPL0o_9hK8CFYImtAodgylK1g
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://casa-real-portuguesa.ativo-forum.com
F M



Mensagens : 6
Data de inscrição : 30/12/2011

MensagemAssunto: RE: HIDROGÉNIO   Qui Abr 05, 2012 6:17 pm

Há várias maneiras de utilizar o hidrogénio em motores de combustão interna. As mais conhecidas e divulgadas são as células de electrolise para aplicar em veículos. Nestas há alguns pormenores e cuidados a ter em conta, tais como: o rápido desgaste do alternador se for utilizada uma corrente elevada; A corrosão do aluminio nas câmaras de combustão provocadas pelos residuos alcalinos no gás produzido, e neste aspecto só um simples borbulhador pode não ser suficiente; A assimetria e mau isolamento das placas internas, que provoca desperdicio de corrente electrica; A acumulação de lamas (do electrólito) que também provoca diminuição significativa na produção, com a consequente fuga de corrente electrica pelas zonas não desejáveis; E mais importante ainda, que muita gente pensa estar a quantidade de gás directamente relacionada com o rendimento - completamente errado-, o mais importante é a qualidade do gás que se introduz na admissão dos veiculos. Uma vez que vai servir de catalizador no processo de combustão, é deveras importante que consiga manter uma carga eléctrica elevada durante alguns minutos. Aqui está o fulcro da questão. Comparar gás Oxi-Hidrogénio nas proporções estequeométricas da molécula da agua, não é o mesmo que referenciar o chamado gás de Brown.
O gás de Brown actua tal qual uma bateria gasosa em que a ionização é de extrema importância. E é nessa qualidade de gás ionizado (o de melhor qualidade mantém essa ionização cerca de 11 minutos, e depois decai para vulgar HHO).
O gás de Brown, quando aplicado, tem capacidades excepcionais tanto em motores de combustão interna, como em diversas aplicações industriais. Consegue-se sublimar a matéria ao elemento base ( excelente para tratar lixos proveniente de centrais nucleares e eliminar de sobremaneira e quase por completo a radioactividade, mas não se utiliza porque outros interesses falam mais alto ).
Para produzir Brown's Gas de qualidade tem que se utilizar 3 fases para a disociação da molécula da água e nunca uma simples electrólise, embora nalguns formatos especias de células é possivel obter um gás com capacidade de manter a ionização durante uns poucos minutos.

Otra forma de utilizar a energia libertada na recombinação da molécula da água, é com a introdução directa de água para a câmara de combustão. Mediante um processo de ignição por plasma, a disociação e recombinação das moléculas de água é um processo de explosão muito violento que acontece num espaço de tempo reduzidissimo. Esta tecnologia é o que está por detrás do trabalho realizado por Herman Anderson e Stanley Mayer. E por conseguinte for adicionado gás HHO, o resultado pode estar assegurado.

Sam Barros também obteve uns resultados surpreendentes em laboratório com este método.

Infelizmente este tipo de tecnologia tem sido mantido em segredo e apenas se publicam resultados decepcionantes. Mas temos que compreender que para se desenvolver propulsores balisticos às escondidas, já serve!! Estamos a falar de velocidades de propulsão de grandeza elevadissíma. Que o digam o pessoal da Aetherometry, Paulo e Alexandra Correa; ou os irmãos Graneau. Este fenómeno começou a ser estudado no principipo do século passado.

Para aplicações mais simples e efectivas pode-se utilizar a simples introdução de vapor de agua na admissão dos motores com resultados muito surpreendentes. Em motores diesel aumenta de sobremaneira o binário ao mesmo tempo que reduz drásticamente a opacidade dos gases de escape e os contaminantes. Em motores de gasolina o aumento de binário pode estar entre 10 a 25%, e se utilizada em conjunto uma ignição mais potente, pode-se aumentar a entrada de vapor. Neste caso da gasolina, se a ignição for tipo plasma, os resultados são surpreendentes.

Portanto para aumentar o rendimento de forma barata e efectiva em motores de combustão, o método mais eficaz é a utilização do vapor de água. Já se utilizava no principio do século passado para aumentar a potência dos motores de avião, e foi largamente utilizado durante a 2ª guerra mundial.

Está ao alcance de cada um, poder utilizar este método simples para diminuir o consumo e a poluição. A introdução de vapor de água nos motores.

Poderiam os construtores utilizar isto no fabrico? Sim, mas decerto lhes negariam a homologação. Actualmente o negócio fala mais alto e em primeiro lugar estão os fabricantes dos carissímos catalizadores que mais impostos entregam aos nossos (des)governos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: D. Rosário e a questão do hidrogénio   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
D. Rosário e a questão do hidrogénio
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito - Cuiabá/MT
» [Internacional] Surgem questões sobre o novo caça chinês J-31/J-21/F60
» Questões misteriosas.
» Passei na ANAC!!!!
» Site que responde a muitas duvidas, questoes e curiosidades

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Casa Real Portuguesa :: Ecologia e ambiente :: Energias renovaveis-
Ir para: